maio 28, 2011

Azul Royal

 Antropofagia Azul, de 1960, de Yves Klein (Centro Georges Pompidou, Paris)

O ano era o de 1957. A cor, um azul profundo, que lembra um marinho iluminado. O autor, Yves Klein, pintor francês que criou e patenteou a tonalidade que leva o seu nome. Fascinado pelo azul, ele assinou cerca de 200 quadros monocromáticos. Cinco décadas mais tarde, sua cor favorita deixa as salas frias dos museus e ganha o ar quente das ruas.
Balenciaga, Emanuel Ungaro e Valentino foram algumas das marcas que reviraram acervos em busca do azul no verão europeu. Esse tipo de azul, royal, índigo, "Bic", cobalto, “elétrico”, Kleiné super cotado para sapatos e roupas nesta estação.
O melhor é se concentrar em modelagens clean e eleger uma única peça - que pode se misturar a tons neutros ou contrastantes (como o laranja, o amarelo ou o pink).
O look total blue só vale para quem tem atitude de artista e não teme críticas. Se esse é o seu caso, invista na dupla vestidinho+escarpim e viva na vanguarda. E pra quem gosta de unhas azuis (como esta blogueira que vos fala, que pinta as unhas de azul desde os 6 anos de idade!), vale investir no Azul Royal da Colorama:
Perfume Midnight Fantasy Britney Spears

E então, gostaram do post recheado de azul? Beijos e um final de semana todo azul pra vocês!

2 comentários:

Rosemeire Aloy disse...

Azul é chiquérrimo não acha?
Esse vidrinho é demais eu tenho e indico.
Bjus
www.cantinhodimulher.blogspot.com

Irina Marlise disse...

Adoro rosa, lilás... mas azul é minha cor favorita! Bjos!